Qual é o objetivo do CEFR? Aprendizagem, Ensino, Avaliação

Curso de Espanhol Online Nível A1 A2 B1 B2 C1 e C2

fernando 1232x693 - Qual é o objetivo do CEFR? Aprendizagem, Ensino, Avaliação

Qual é o objetivo do CEFR? Aprendizagem, Ensino, Avaliação

771934356 1024x576 - Qual é o objetivo do CEFR? Aprendizagem, Ensino, Avaliação
Sophia aluna do Instituto Aprender Espanhol Online aprovada com nível C1 no Siele, um exame desenvolvido de acordo com o padrão do Quadro Europeu Comum de Referência para Línguas – CEFR.

Qual é o objetivo do CEFR? O “Quadro Europeu Comum de Referência para as Línguas: Aprendizagem, Ensino, Avaliação:”

O (Quadro Europeu Comum de Referência para Línguas – CEFR) ou em castellano (Marco Común Europeo de Referencia para las Lenguas – MCER) é um padrão internacionalmente reconhecido para descrever quão bem você fala e entende uma língua estrangeira, que divide o conhecimento dos alunos em seis níveis A1, A2, B1, B2, C1 e C2, assim descrito pelo conselho da Europa.

Entenda porque a UBA – Universidade de Buenos Areis e outras principais universidades do mundo utilizam o MCER ou CEFR para testar a competência de seus candidatos estrangeiros.

O CEFR foi desenvolvido com três objetivos principais:

  1. Estabelecer uma metalinguagem comum entre setores educacionais, fronteiras nacionais e linguísticas que poderia ser usado para falar sobre objetivos e níveis de linguagem.
  2. Incentivar os profissionais da área da educação a refletirem sobre sua prática atual, particularmente em relação às necessidades práticas de aprendizagem de línguas dos alunos, ao estabelecimento de objetivos adequados e à acompanhamento do progresso do aluno.
  3. Ajudar escolas de idiomas e exames entre si como o Siele, Celu, Dele e outros a alcançar a “transparência e coerência”.

Talvez valha a pena enfatizar as características de aprendizagem dos níveis, como mencionamos a cima, A1, A2, B1, B2, C1 e C2.

Nível A1

O nível A1 é o ponto no qual o aluno pode:

Interagir de maneira simples, fazer e responder perguntas simples sobre si mesmos, onde moram, pessoas que eles conhecem, e coisas que eles têm, iniciam e respondem a declarações simples em áreas de necessidade imediata ou sobre temas muito familiares, em vez de confiar apenas em um repertório ensaiado de frases (turísticas).

Nível A2

O nível A2 reflete a especificação do aluno com:

Cumprimentar as pessoas, perguntar como elas são e reagir a notícia; lidar com trocas sociais muito curtas; fazer e responder perguntas sobre o que eles fazem no trabalho e no tempo livre; fazer e responder a convites; discutir o que fazer, para onde ir e fazer arranjos para atender.

Além de saberem como se locomover: fazer transações simples em lojas, correios ou bancos; obter informações simples sobre viagens; pedir e fornecer bens e serviços diários.

Nível B1

O nível B1 reflete o nível do aluno com dois recursos específicos:

Manter a interação e transmitir o que você deseja: fornecer ou buscar visões pessoais e opiniões em uma discussão informal com amigos; expressar o ponto principal que você quer fazer compreensivelmente; se comunicar de maneira compreensível. O fato de você separar tempo para estudos gramaticais é importante, pois suas falas se tornam evidentes, especialmente em trechos mais longos de produção livre,

Além de lidar de maneira flexível com os problemas da vida cotidiana, lida também com a maioria das situações que podem surgir quando faz acordos de viagem através de um agente ou quando realmente estiver viajando; consegue entrar despreparado em conversas sobre temas familiares e fazer uma reclamação.

Sem Título 5 - Qual é o objetivo do CEFR? Aprendizagem, Ensino, Avaliação

Nível B2

O nível B2 reflete três novas ênfases:

Argumento eficaz: prestar contas e sustentar opiniões em discussão, fornecendo informações relevantes explicações, argumentos e comentários; explicar um ponto de vista sobre uma questão tópica, dando vantagens e desvantagens de várias opções,

Manter-se no discurso social: interaja com um grau de fluência e espontaneidade que faz com que interação regular com falantes nativos é possível sem impor pressão a qualquer das partes; ajustar às mudanças de direção, estilo e ênfase normalmente encontradas na conversa.

Além de um novo grau de conhecimento da linguagem: consegue corrigir os erros se eles levarem a mal-entendido; tomar nota dos “erros favoritos” e monitorar conscientemente a fala deles.

Nível C1

O nível C1 é caracterizado pelo acesso a uma ampla gama de idiomas que resulta em fluência espontânea comunicação:

Expressar-se fluente e espontaneamente, quase sem esforço; tem um bom comando de um amplo repertório lexical, permitindo que as lacunas sejam prontamente superadas com circunlocuções; há pouca busca óbvia de expressões ou estratégias de prevenção – apenas um assunto conceitualmente difícil pode impedir um fluxo natural e suave da linguagem,

Produzir um discurso claro, de fluxo suave e bem estruturado, mostrando o uso controlado dos recursos organizacionais. padrões, conectores e dispositivos coesos.

Nível C2

O nível C2 representa o grau de precisão e facilidade com a linguagem dos alunos altamente bem-sucedidos:

Transmitir tons de significado mais precisos, usando, com razoável precisão, uma ampla variedade de dispositivos de modificação, e um bom domínio de expressões idiomáticas e coloquialismos com consciência de nível de significado.

Depoimento de um aluno aprovado com nível C1

Para você analisar, decidi disponibilizar o depoimento de um aluno do instituto iAEO que aprovou no Siele (servicio internacional de evaluación de la lengua española) como no Cei (certificado de espanhol intermedio) da UBA, exames que utilizam como referência o Quadro Europeu Comum de Referência para Línguas – CEFR.

Guilherme aluno do Instituto Aprender Espanhol Online aprovado com nível C1 no Siele e Cei, exames que também utilizam como padrão o Quadro Europeu Comum de Referência para Línguas – CEFR.

4 Recomendações finais para você não errar

Se é realmente seu interesse aprender espanhol e construir um vocabulário perfeito para conquistar seu certificado de espanhol seja para apresentar em alguma universidade da Argentina ou para fins de trabalho, saiba que:

  • As principais universidades da Argentina recomendam em suas notas que você busque uma direção pedagógica para aprender espanhol, ou seja um instituto de idiomas que utiliza como regra o Quadro Europeu Comum de Referência para Línguas – CEFR para então estar preparado para esses exames.
  • Cuidado com as afirmações e promessas como “certificado rápido”, “espanhol em 30 dias”, “espanhol é fácil”, Pilula magnética e por aí vai! Não acredite, a maioria não possui formação acadêmica para ensinar e se intitulam professores para te vender cursos de espanhol.
  • Busque uma escola séria que te possibilite passar por uma imersão diária no idioma, ou melhor, onde você tem contato diariamente com professores nativos, podendo conversar ao vivo e ser corregido por eles. Essa é a melhor forma de se aprender uma nova língua.
  • Um idioma não se aprende na língua do estudante, mas sim na qual se deseja aprender, ou seja, cuidado para não ficar preso no portunhol e se dar mal nos exames prejudicando seus sonhos e objetivos, pois sabemos além de aprender espanhol você deseja algo muito maior.

Para saber mais sobre o Quadro Comum Europeu de Referência para Línguas – CEFR, visite o site da União Europeia.

[E-Book Grátis] Certificados de espanhol

Links externos

https://www.coe.int/en/web/common-european-framework-reference-languages

 

 

Nenhum comentário

Adicione seu comentário